estrutura01Para se ter um mel de boa qualidade é importante a seleção da pastagem apícola, responsável pelo paladar, cor e aroma do produto, pois é o néctar das flores quem define todas as características.

A retirada dos favos das colmeias é um trabalho que também pode  influenciar muito no produto final, deve ser feito com cuidado e com manejo adequado da fumaça e transporte, preservando ao máximo as características sensoriais.

A centrifugação do mel exige um ambiente com equipamento adequado e boas práticas de manipulação, antes, durante e depois do trabalho realizado.

Para poder embalar e vender o mel é necessário ter uma estrutura adequada com fiscalização de algum orgão competente.

O mel é recebido dos apiários e estocado. Onde é feita uma coleta de cada lote para uma pré análise.  Após esta análise os lotes são separados por florada e identificados de acordo com suas características.

 

O mel segue para a sala de manipulação, onde são escolhidos lotes uniformes, mantendo-se desta maneira o perfume e o paladar original de cada florada. Por isso, o mel Rosa de Sarom é tão saboroso e valorizado.

Temos o processo de filtração, onde através de uma bomba o mel é encaminhado a um filtro que separa pequenos fragmentos de cera que porventura estavam presentes no mel.

Então ele descansa no decantador de mel por um período mínimo de 24 horas para que possa ser envasado. Na última etapa o mel em potes é transportado para a sala de rotulagem onde recebe o rótulo identificando sua florada, data de produção, data de validade e número de lote, permitindo total rastreabilidade do produto.

estrutura02É através destes cuidados no processo de manipulação do mel que conseguimos oferecer aos nossos clientes um produto de qualidade com todas as propriedades alimentícias.